Voltar para Musicos
Dorina
Discografia
Brasileirice
Lançado em 2011 o disco é o sétimo de uma carreira de sucessos.
Informações
Produção: Marcus Fernando
8887.7337
marcusfernando@uol.com.br
www.myspace.com/dorinasamba
Descrição

Um pouquinho de Dorina

Cantora carioca, criou-se junto aos blocos carnavalescos do subúrbio como os Bohêmios de Irajá.

Ligada ao samba mais tradicional, lançou em 1996 seu primeiro disco, "Eu Canto Samba", que recebeu o prêmio Sharp daquele ano na categoria Revelação Samba.

No repertório, Paulinho da Viola, Chico Buarque, Mijinha e outros compositores ligados ao samba, como Délcio Carvalho, Paulo César Feital e Altay Veloso.

Participou do disco "Coisas Nossas" (tributo a Noel Rosa) e lançou o show "De Paulo a Paulinho", contando através de sambas a história da Portela, de Paulo da Portela e Paulinho da Viola.

Já dividiu o palco com Zeca Pagodinho e Dona Ivone Lara, entre outros.

O segundo CD, "Samba.com", saiu em 2000, mais uma produção independente, desta vez com direção musical de Paulão 7 Cordas.

Arregimentando experientes músicos de samba, Dorina dividiu o microfone com Dona Ivone Lara

em "Se o Caminho É Meu" e continuou resgatando pérolas do samba, como "Oloan", de Wilson Moreira.

Seus outros trabalhos também foram elogiados, como o disco em homenagem ao músico Almir Guineto, “Samba de Almir”. Com ele, foi indicada ao prêmio Tim na categoria de Melhor Cantora de Samba.

No cd Samba de Fé a cantora mostra que é preciso ter fé no samba e ela tem. Traz cinco músicas inéditas - "Que Batuque É Esse" (Moacyr Luz e Sereno), "Obaxirê" (Toninho Gerais e Roque Ferreira), "Sonhava" (Riko Dorilêo e Luis Carlos da Vila), "Na Hora de Voltar" (Adilson Galvão e Adauto Magalha) e "Lindo Passado de Glória" (Mauro Diniz), homenagem à Velha Guarda da Portela.

Talento e uma energia de dar inveja sua voz é conhecida e respeitada no mundo do samba.

 
Agenda